16/02/12

Mitos e Verdades sobre Hipotireoidismo

Ola meninas, estou voltando aos poucos com os posts saúde aqui no blog, e hoje vim falar sobre alguns pontos do hipotireoidismo, verdades e mentiras que muita gente tem dúvida (inclusive eu tinha), que vamos esclarecer agora!
Foto: Reprodução
O hipotireoidismo é mais comum nas mulheres?

Verdade. Nelas o distúrbio acontece com mais frequência e atinge de três a cinco mulheres para cada homem, segundo dados da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM). “Acredita-se que o hormônio feminino estrógeno ou outro fator relacionado à genética favoreça a autoagressão da tireoide”, explica a endocrinologista Laura Sterian Ward, presidente do Departamento de Tireoide da SBEM.

Mas também pode afetar homens?

Verdade, especialmente quando há predisposição genética. Os sintomas são os mesmos das mulheres, ou seja, sonolência, perda de energia, dificuldade de concentração, queda de cabelo e aumento de peso. 

Quem tem hipotireoidismo engorda com mais facilidade?

Mentira. O distúrbio, mesmo que grave, não causa um aumento de peso importante. “Pode haver um ganho de cerca de dois quilos por conta do inchaço e da retenção de líquido, mas, assim que tratado o hipotireoidismo, a pessoa volta ao peso de antes”, afirma a médica.

Todo nódulo na tireoide precisa ser operado?

Negativo. A maior parte dessas alterações é benigna, logo, elas não precisam ser removidas. Porém, caso o médico suspeite de um câncer, a cirurgia pode ser indicada. 

O câncer de tireoide é um tumor pouco agressivo?

De acordo com dados da SBEM, essa é uma verdade em 85% dos casos, que têm bons resultados quando são tomados os cuidados adequados, que incluem cirurgia e controle dos hormônios.



O hipotireoidismo reduz o desempenho físico?

Verdade. Devido à redução do metabolismo, quem sofre com o distúrbio da tireoide “funciona” mais lentamente. A boa notícia é que a reposição hormonal reverte todos esses sintomas.

O hipotireoidismo é muito perigoso durante a gestação?

Sim! Para uma gravidez tranquila é essencial que a glândula funcione direito, especialmente nas 12 primeiras semanas, período em que alguns hormônios da futura mãe diminuem e outros passam a ser fabricados. 

É importante fazer ultrassom uma vez por ano para ter o diagnóstico de câncer de tireóide?

Mentira. “O exame é bastante sensível e, por isso, acaba rastreando até mesmo os nódulos que não são malignos, o que pode levar a preocupações desnecessárias”, conta a médica. Segundo ela, o melhor teste para diagnosticar doenças tireoidianas é a dosagem de TSH.


Acho que com essa pesquisa deu pra dar uma clareada nas idéias não?!! Se cuidem meninas!!!

Beijos Mil ♥


_________________________________________________________________________________

Quer mais posts sobre saúde? Mande suas dúvidas e sugestões para nós clicando aqui.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...